Aprendendo a controlar os pensamentos através da inteligência emocional

 

O pensamento é uma força sutil e dinâmica. A velocidade do pensamento é muito maior que a da luz e ele se propaga instantaneamente. Você rejeita ou absorve os pensamentos de acordo com seu mundo interno. Se você está saudável, assimila pensamentos saudáveis, de alegria. Se estiver em desequilíbrio assimilará pensamentos disfuncionais. Assim como você exercita seu corpo fazendo caminhadas, ginástica, esportes, para manter a saúde física, você precisa manter a saúde mental através de interpretações saudáveis de pensamento. Precisa mudar sua atitude interior, aprender a relaxar, a apaziguar corpo e mente e cultivar pensamentos bons e saudáveis.

A saúde do corpo começa na mente. Todo pensamento é transmitido às células e exerce influência sobre o corpo. Se na mente existir emoções e pensamentos disfuncionais, eles serão transmitidos através dos nervos para cada célula do corpo. A tristeza na mente enfraquece o corpo. As células que atuam como soldados defendendo o corpo, se enfraquece, tornando-se ineficientes. Isto diminui a força vital e produz a doença.

O sorriso envia para o cérebro uma mensagem que tudo está bem. Isto aumenta a serotonina no cérebro produzindo um estado de bem-estar e seu sistema imunológico fica mais forte. Sorria. Confie, celebre a vida com um coração agradecido.

O cultivo do pensamento funcional é uma ciência exata e com esforço aprendemos como podemos transformar nossa vida através de nossos pensamentos. Esse é um método muito eficiente para controlar pensamentos ruins cortando pela raiz o círculo vicioso de incontáveis pensamentos disfuncionais que tiram a nossa paz mental.

Como você planta um jardim, escolhendo boas sementes, plantando-as, esperando que brotem e germinem, assim também você tem que escolher pensamentos funcionais em sua mente. Para cuidar de um jardim, você observa e arranca as ervas daninhas.  Do mesmo modo, você precisa observar os velhos pensamentos inadequados e cortá-los na raiz o mais rápido possível. Pare de alimentá-los e afaste-os assim que os observar.

Aprenda a observar a sua mente

Comece a observar atentamente como vários pensamentos inúteis, de preocupação, do passado ou do futuro surgem em sua mente e fogem de seu controle. A grande armadilha nesse caso é que você não vive o momento presente. Um pensamento conduz a outro e você vai se tornando agitado. Observe como se torna tenso quando se deixa envolver por estes pensamentos. Você fica remoendo mágoas, reproduzindo mentalmente cenas conflitantes e gerando assim raiva e sofrimentos inúteis.

Perceba o que acontece em sua mente antes destes pensamentos formarem estas ondas disfuncionais trazendo aflições e ansiedade. Quando detectar isto, diga para você mesmo:

“Olha eu aí de novo… Olha eu alimentando isto de novo”.
Para que pensar isto e causar sofrimento para mim? Isto alimenta minha instabilidade emocional?

O que uma pessoa saudável e coerente diria a respeito desse pensamento?

Alguém que eu admiro concordaria com esse modo distorcido de pensar?

Que provas eu tenho desse pensamento?

Tem alguma prova que contradiga a minha interpretação desse pensamento?

Existe uma forma mais saudável para eu pensar em relação a esse assunto?

E deste modo, corte o mal pela raiz. Este método é infalível. Quando a mente perceber que está sendo observada, que agora tem alguém no comando, ela vai se tornando menos resistente, mais dócil e se torna mais fácil controlá-la.

Antes de sua mente disparar com tantos pensamentos, pare com esta inquietação. Procure se concentrar no que está fazendo. Converse com sua mente. Explique a ela que no momento certo você fará o que tem de ser feito, que tudo acontece para melhor. Acredite em você e na sua mente saudável que é sua verdadeira amiga. 

Não permita que a mente permaneça nos antigos padrões mentais e hábitos antigos de pensamentos. Pratique a vigilância. Mantenha-se alerta. Compreenda que você pode afastar os pensamentos desnecessários,  de irritação, de tristeza, de medos. Cultive pensamentos proveitosos, benéficos e úteis. Aprenda a estar presente no momento presente.

Comece a praticar isto agora mesmo. Não desanime se no princípio achar que é difícil ou até impossível. Muitos destes pensamentos disfuncionais estão morando em seu interior há muito tempo e eles se sentem donos de sua mente; não vão querer sair com facilidade. Tenha a coragem de mudar e ser livre para ser mais feliz. Seja persistente e determinado!

Ao perceber, algumas vezes ao dia, um pensamento inadequado e imediatamente substituí-lo por outras possibilidades opostas, você começa a exercer seu poder de escolha. Você começa a usar o poder da mente a seu favor. Você compreende que pode parar de sofrer. Você adquire o apoio de uma mente tranquila, amável, mais silenciosa e pacífica.

A maioria das pessoas nem mesmo começa a tentar, e a maioria daqueles que começam, não se lembram de continuar a fazê-lo. Todavia, se você for persistente e estável, pode criar o hábito do pensamento saudável. Em vez do hábito da preocupação e tristeza, desenvolva o hábito da estabilidade.

A maioria de nós aprendeu a pensar disfuncionalmente. Isto se tornou um velho hábito e parece perfeitamente natural. Todavia, você pode apagar o velho condicionamento e criar tendências positivas.

Para experimentar um sentimento você tem que primeiro produzir o pensamento que é responsável por este sentimento. Quando se sentir triste, deprimido, desanimado, observe seu pensamento – com certeza você alimentou um pensamento disfuncional e inadequado. Sem pensamento disfuncional não pode existir a depressão, o estresse, a angústia. Você mesmo alimenta seus conflitos, irritação e ansiedade com a força de seu pensamento.

Precisamos compreender que passado é passado e não adianta ficar remoendo o que já passou, se torturando, se culpando e sendo assim seu próprio inimigo. Sentir mágoas e guardar ressentimentos não muda as situações, apenas perturba nossa mente e causa infelicidade. Não é errado se lembrar do passado, mas precisamos nos libertar dos sentimentos negativos ligados aos acontecimentos.

Se você tem uma pedra em seu sapato, você a tira. Descalça o sapato, o sacode e senti alívio imediato. Você precisa compreender que também pode remover um pensamento inadequado da mente. Basta decidir fazer isto. Escolher o que pensar. Escolher e optar por ser mais saudável.

Pratique o doce auto esforço. Permita que a jóia da paciência emerja de seu próprio ser e brilhe. Desenvolva o poder do pensamento funcional e colha seus frutos benéficos, vivendo com mais entusiasmo e tranquilidade.

Se cultivar pensamentos saudáveis, permanecerá saudável. Se alimentar na mente pensamentos doentios, de mau funcionamento de seus órgãos internos não pode esperar ter boa saúde.Lembre-se de que o corpo é um produto da mente e encontra-se sob o controle da mente. Se a mente for saudável, o corpo será saudável.

Pense que é bom e será bom. Você pode construir um bom caráter e um bom destino com pensamentos elevados e saudáveis. Pode criar circunstâncias favoráveis pelas suas boas ações. Ou pode optar por pensar inadequadamente, agir de maneira errada e assim atrair dificuldades e sofrimento. A escolha é sua.

Você pode sorrir para seu destino, aprendendo com as lições da vida, desenvolvendo gratidão e aceitação. Ou pode se revoltar, se lastimar, brigar por qualquer coisa, sofrendo inutilmente. A opção é sua. Você é livre para ser feliz ou infeliz, pois a felicidade depende de uma mente sadia, tranquila e agradecida.

Esta é a lei do pensamento. Se pensar algo adequado, ficará feliz. Se pensar algo inadequado, ficará infeliz. Um pensamento disfuncional escraviza. Um bom pensamento liberta. De acordo com seus pensamentos, você cria alegria ou dor em seu interior.

Você se torna aquilo que pensa. Sua vida é um resultado de seus pensamentos. Melhore sua maneira de pensar e isso vai produzir ações melhores que vão lhe trazer bons frutos.

Pense bem de si mesmo. Descubra seu próprio valor e qualidades. Goste de você da maneira que você é. Ao se valorizar, ao se amar, você desenvolve habilidades, qualidades e aptidões.

As camadas de pensamentos que encobrem o conhecimento e sua luz interior só serão removidas através de uma mente calma e positiva. Purifique e aquiete os pensamentos utilizando ferramentas como: oração, exercícios respiratórios e relaxamento.

Tenha cuidado com os pensamentos. Tudo o que sua mente enviar, volta para você. Cada pensamento é como um bumerangue.

Um pensamento negativo prejudica a você mesmo, a outra pessoa e o ambiente mental das pessoas ao redor. Pode entristecer e deprimir outras mentes receptivas.

As pessoas, com esperança e confiança, atraem pensamentos de natureza semelhante e são bem-sucedidas naquilo que realizam. As pessoas alegres e de bom humor espalham harmonia e felicidade à sua volta.

Seja vigilante. Não permita que um pensamento negativo passe os portões de sua fábrica mental. Corte-o pela raiz. Substitua imediatamente por um pensamento positivo e de confiança.

Existe uma chave para ser feliz: Faça aos outros o que gostaria que fizessem para você.

Faça os outros felizes. Ajude, ame, dê atenção. Se amar os outros, o amor lhe será restituído. Faça boas ações. Pense bem dos outros. Descubra pelo menos uma qualidade positiva nas pessoas ao seu redor e seus relacionamentos serão melhores e mais harmônicos.

Se você fizer alguém sofrer por alguma ação, você colherá dor. Circunstâncias e meios desfavoráveis serão sua colheita.

Procure manter equilíbrio mental e aprenda a não se aborrecer. Em vez de apenas reagir com o ego negativo, com impulsividade ou raiva, procure controlar suas ações. Evite pensar, falar ou agir de maneira errada.

Esforce-se para falar consigo mesmo e com os outros com suavidade. Se conseguir um pequeno controle sobre os seus pensamentos e suas palavras, você terá um rosto calmo, uma voz suave e, seus olhos e semblante serão brilhantes.

Pare com o hábito de reclamar. Evite falar de maneira áspera ou aquilo que possa afetar os sentimentos das outras pessoas.

Se precisar reclamar, não fale com agressividade. Mude o tom de voz e as suas palavras. Além de não haver conflitos, a outra pessoa ficará mais aberta a lhe ouvir e a corrigir o que fez de errado. Ao desenvolver esses sentimentos de tolerância e compreensão, você harmonizará a si e aos outros.

Quem espalha compreensão e alegria produzirá circunstâncias tão favoráveis que estas lhe trarão felicidade. Quem espalha tristeza e dor para os outros, construirá, de acordo com a lei do pensamento, circunstâncias tão desfavoráveis que estas lhe trarão tristeza e dor. Portanto, a pessoa, pela sua maneira de pensar, cria seu próprio caráter e destino.

O capitão de um navio que tem conhecimento do mar e bússola pode navegar tranquilamente. Do contrário, poderá naufragar. Assim, quem possui conhecimento das leis do pensamento poderá viver melhor, ter mais saúde, serenidade e realizar seus ideais.

Pensamentos de amor e de gratidão farão você e os outros à sua volta mais felizes e harmoniosos. Cultive pensamentos de confiança, perdão, tolerância, bondade e será mais alegre e tranquilo.

Cultivar bons pensamentos é vencer a si próprio. Um pensamento de coragem servirá instantaneamente de antídoto para um pensamento de medo.

A pessoa cria o seu próprio destino pelo seu modo de pensar e de agir e sobre isso não existem dúvidas. Pensando certo e se esforçando verdadeiramente, com constância, você poderá melhorar e mudar seu destino.

É importante persistir no treinamento sobre a mente para vencer a si mesmo. Não se desanime com fracassos . Não seja fatalista dizendo que é seu destino, que não adianta se esforçar. Isso traz inércia e estagnação.

No passado, você criou o seu próprio destino pelos seus pensamentos, palavras e ações e, não pode mudar as causas anteriores. Você tem o livre-arbítrio para escolher no momento presente.

Pode refazer e melhorar seu destino. Empenhe-se em manifestar cada vez mais os  pensamentos saudáveis. Pensando, falando e agindo corretamente pode tornar-se próspero, saudável e mais feliz.

Acredite no poder de tornar sua mente saudável. Você alcançará suas aspirações desenvolvendo vontade firme, determinação e persistência. Transforme-se numa pessoa de bom humor, tendo mais paciência com você, com os outros, com a vida.

Muitas vezes os problemas são criados pela mente e verdadeiramente não existem. Pare de pensar negativamente. Pare de imaginar e fantasiar o que não existe. Não se desgaste por coisas que não merecem tanta atenção. Não guarde raiva porque alguém lhe deu uma fechada no trânsito ou foi indelicado com você. Em vez de ficar remoendo esses acontecimentos, e até falando sobre isso para os outros, simplesmente esqueça. Deixe lá no passado onde aconteceu.

Em vez de se aborrecer com as críticas injustas, com as palavras ásperas, com a incompreensão, pense que o outro não está bem e pode estar passando por alguma dor física ou psicológica. Em vez de considerar uma ofensa, tente sentir compreensão por essa pessoa.

Não incorpore o problema dos outros e mantenha seu próprio equilíbrio. Aprenda a não se aborrecer. Desenvolva tolerância e paciência e perceba como vai ter mais disposição e energia.

Contemple: Para que perder sua energia e bom humor superdimensionado pequenos problemas ou guardando mágoas?

Se tiver alguma discussão com seu marido ou esposa, namorado, amigo ou parente, procure dialogar quando os ânimos estiverem calmos. Não deixe que o orgulho e o ego negativo dominem criando mais conflitos. Não durma com raiva. Peça desculpas ou converse calmamente.

Cultive delicadeza, amabilidade, simpatia e abra seu coração para o bem-estar e alegria. Quando você ajuda alguém ou é amável, você está fazendo bem a si mesmo.

É saudável aprender a ajudar alguém, quando fazemos isso nós nos libertamos de nosso sofrimento, saímos do egoísmo que tanta dor pode nos causar. Compreendemos também que ao fazer um ato bom, adquirimos méritos devido à lei do plantio e da colheita. “ O plantio é opcional, mas a colheita é obrigatória”.

Egoísmo exagerado causa sofrimento

Se você fica perdido em seus problemas, achando que sofre mais do que qualquer um, entenda que seu maior sofrimento é o egoísmo exagerado. Se esquecer um pouco de si mesmo, se dedicar a alguma obra assistencial ou altruística, se procurar ajudar mais as pessoas ao seu redor, verá como sua infelicidade, sua depressão e tristeza vão se dissolvendo.

Em vez de se sentir tão carente e querer sempre receber carinho e atenção, experimente desenvolver afeto e manifestar carinho. Transforme sua atitude egoísta e infantil, por maturidade e gentileza.

Você vai ter uma mente mais clara e, com discernimento, vai descobrir soluções. Vai perceber que estava fazendo tempestade em copo d’água, como diziam nossos pais.

Muitas vezes os problemas são criados pela nossa mente e verdadeiramente não existem. Pare de pensar negativamente. Pare de imaginar e fantasiar o que não existe. Pare de ficar sempre falando sobre seus conflitos e você vai parar de sofrer tanto.

Não fique reclamando, se lastimando e culpando os outros. Reflita sobre seus erros e como você pode mudar em vez de apenas ver os defeitos das outras pessoas.

Às vezes, é bom desabafar com algum amigo, mas não deixe que isso se torne uma constante em sua vida. Só fale dos seus problemas em terapia. Não fique contando para as outras pessoas sobre seus problemas, pois além de se aborrecer lembrando-se deles, você coloca mais energia negativa em vez de solucioná-los. Não fique tão apegado aos próprios problemas e limitações, dizendo que não existe saída para você, que esses conflitos internos não têm soluções.

Você pode impedir que problemas ou acontecimentos insignificantes dominem sua vida. Pode cultivar pensamentos bons, saudáveis e funcionais. Pode escolher ser mais feliz e tranquilo. É uma opção sua. Compreenda que cada pensamento molda sua vida e que você só pode sentir o que pensa. Cultive os bons pensamentos porque eles geram autoestima, assertividade e resiliência.

Texto da Escola de Psicologia de Portugal- Por Miguel Lucas.

http://www.escolapsicologia.com/




1 comentário Quero comentar!


  • Esse foi o único que esclareceu minha mente.que esses pensamentos são falsos.r creio que vou conseguir.

    Comentado por Giselha nascimento — 28 de maio de 2018 @ 19:15

Deixe um comentário