As sete necessidades básicas da criança – Parte 2

Resumo do livro cristão: As sete necessidades básicas da criança. John M.Drescher, Editora mundo cristão.

O resumo desse livro refere-se a visão cristã ligada à educação de filhos.

NECESSIDADE DE SEGURANÇA

A criança tem uma necessidade íntima de certeza, de sentir-se segura, de ter chão sólido sobre os seus pés.

Fazemos as crianças se sentirem seguras conforme:

  • A forma como os abraçamos e tocamos.
  • A forma como os alimentamos, lavamos e arranjamos.
  • O tom de voz que usamos.
  • Uma rotina regular. Comida nutritiva, água limpa e ar são necessários para nos mantermos vivos. Não podemos viver sem eles. Um sono regular é igualmente importante. As crianças, mesmo pequenas, podem sentir um enorme stress e ansiedade se não satisfazem as suas necessidades corporais básicas.
  • Disciplina adequada
  • O sentimento de pertencer é uma necessidade psicológica profunda. A criança quer fazer parte de uma família, uma classe, uma equipe, se sentir que não pertence é claro que ficará insegura.
  • As crianças podem desenvolver noções mais saudáveis acerca de si, se fizermos todas estas coisas com prazer, amor e cuidado.

Condições que criam insegurança:

  1. Conflito entre os pais
  2. Mobilidade (pais que mudam o tempo todo, não fixam raízes).
  3. Falta de disciplina adequada- As vezes os pais estão de bom humor e são demasiadamente permissivos, mas quando estão aborrecidos ou nervosos não toleram nada.
  4. Ausência dos pais cria insegurança – os pais são tidos como pessoas fortes que protegem, a ausência deles faz com que a criança sinta-se desamparada.
  5. Críticas contínuas fazem com que a criança sinta medo de ser ousada, criativa e se dar mal. O excesso de criticas faz com que a criança pense que os pais não gostem dela –Os pais também podem provocar sentimentos de rejeição quando fazem coisas para a criança com ar de martírio.

Pais inseguros – os pais inseguros geralmente tem grande dificuldade de prover disciplina consistente. Eles mudam de um extremo para outro. Vão da permissividade ao castigo severo, dependendo de como se sentem na hora.

 

NECESSIDADE DE ACEITAÇÃO

A criança que não se sente aceita pelos pais torna-se  vulnerável à pressão destrutiva do grupo. Ela luta pela aceitação por parte de outros. A maneira como a criança é aceita nos primeiros anos de vida, determina em parte a estima que tem de si mesma e de outros quando chega a idade adulta. Se o ambiente no lar inclui uma aceitação feliz e satisfeita da criança, ela sente-se valorizada e forte.

Porque as crianças sentem falta de aceitação;

  1. As criticas constantes fazem com que a criança crie sentimentos de rejeição, fracasso e desajuste. Certo jovem disse uma vez: “ Raras vezes, ou praticamente nunca, eu me sentia como tendo feito a coisa certa. Meus pais me criticavam por fazê-las ou não fazê-las. Experimentava frustração contínua e finalmente acabei com medo de tentar qualquer coisa sozinho”.
  2. Comparar a criança com outra transmite falta de aceitação. Não existem crianças iguais e comparar uma com a outra é uma grande injustiça. A comparação contínua cria sentimentos de inferioridade.
  3. A superproteção de uma criança no geral contribui para o seu sentimento de não-aceitação. Os pais são algumas vezes como a mãe que disse ao filho: “ Filho não quero que entre na água até que aprenda a nadar” Como ele vai então aprender ? A subproteção é menos perigosa que a superproteção. Os pais devem evidentemente proteger os seus filhos do perigo, todavia pela superproteção o espírito de aventura, ousadia do filho pode ser prejudicado, instilando um espírito de temor em lugar de fé.
  4. Esperar demais do filho pode criar sentimentos de não-aceitação. Se a criança for levada a tentar demasiadamente alcançar o comportamento certo, isto pode fazer sentir-se desajustada. Isto não significa ceder sempre aos caprichos do filho. O comportamento inaceitável precisa de limites.

Aceitação significa respeitar os sentimentos e personalidade do filho, embora lhe mostrando que o comportamento negativo é inaceitável. Aceitação significa que os pais gostam sempre da criança, sem levar em conta seus atos ou idéias.

O que fazer para mostrar ao seu filho que ele é aceito?

  • Reconheça seu filho como único, respeite sua individualidade.
  • Expresse seu amor ao seu filho, deixe que a criança saiba que você a  ama e que realmente a aprecia.
  • Aceite os amigos do seu filho- o lar deve ser um lugar aonde ela possa trazer livremente seus amigos e aonde eles gostem de ir. Deixe que ele saiba que você aprecia os amigos dele.
  • Deixe de exigir perfeição dos seus filhos. Quando reconhecemos  que não somos perfeitos e cometemos falhas demonstramos sinceridade aos filhos – isto dá esperança aos filhos ,  evitando assim que eles nos achem hipócritas.
  • Trate seu filho como uma pessoa de valor – Use palavras como: dá licença ao invés de saí da frente. Por favor- ao invés de pega pra mim, Obrigado ao invés do silencio implícito que quer dizer:  não fez mais que a sua obrigação.

Em resumo somente quando a criança se sente aceita pelos pais e que se sentirá aceita pelos outros e por Deus.

Parte 1  Parte 2   Parte 3   Parte 4




1 comentário Quero comentar!


  • muito bom o texto.

    Comentado por cristina — 3 de outubro de 2013 @ 18:46

Deixe um comentário