Depoimento do tratamento de síndrome de pânico:

 

“Eu entrei no consultório sem a menor esperança de solução. Já havia frequentado outros 2 psicólogos e um psiquiatra, e não tinha conseguido resolver nada. Na verdade eu não achava que o meu problema era psicológico, eu tinha convicção de que eu era portador de um grave problema cardíaco e que por isso eu iria morrer.

Meu estado de Pânico e Ansiedade já não me permitia acreditar em uma recuperação. Eu não dormia mais, não me alimentava bem, perdia trabalhos por medo de sair de casa, evitava ao máximo eventos sociais por medo de ter uma crise de pânico e todo mundo ficar sabendo.

Eu sentia todos os sintomas de um ataque cardíaco: Dores no peito, palpitações e tudo que eu lia na internet eu sentia, aliás, fazer consultas sozinho pela internet é uma péssima ideia, não faça.

Fazia Check Ups de saúde constantemente e por mais que os médicos me falassem que estava tudo bem, eu não acreditava. Durante a noite era comum eu correr para o pronto socorro, completamente apavorado, para fazer eletrocardiograma. Em 2 anos eu juntei 60 folhas de eletrocardiogramas em casa, era frequentador assíduo das emergências.

Eu realmente acreditava que não teria mais jeito.

Um amigo me indicou a Doutora Andréia. Comecei a ir nas consultas. Com o tempo eu comecei a sentir segurança na abordagem da Doutora e o método Cognitivo me despertou curiosidade. Me comprometi a fazer tudo o que fosse proposto na terapia. Ler os livros, praticar os exercícios da forma como fosse solicitado, mesmo que eu não entendesse no início. Me empenhei o mais rigorosamente possível. Realmente é necessário comprometimento por parte do paciente.

É impressionante como somos capazes de retomar totalmente o controle dos nossos pensamentos. Todos nós temos potencial para aprender a corrigir nossos pensamentos distorcidos.

A Doutora Andréia é uma profissional excelente. Durante a terapia ela me fez descobrir que eu poderia corrigir meus erros cognitivos e me ensinou a usar os meus pensamentos a favor da minha recuperação.

Considero a Terapia Cognitiva o melhor investimento que eu fiz em minha vida, e hoje, quando penso em mim mesmo no período das crises, sinto como se fosse um passado distante. Um passado que não me assusta mais, não me traz traumas e não me impede de seguir por um caminho tranquilo, aproveitando o melhor da vida, sem medo, e no controle dos meus pensamentos”.

A.L– Desenhista

38 anos




Nenhum comentário Quero comentar!


Nenhum comentário.

Deixe um comentário